Postado em 14 de Junho de 2016 às 16h20

“Há uma gota de sangue em cada museu”

Notícias em destaque (318)
“Há uma gota de sangue em cada museu” é uma obra escrita pelo professor Mario de Souza Chagas, mestre em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e doutor em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Ele também é poeta e museólogo.
Este livro trata do tema museus sob o enfoque da ótica museológica do poeta Mário de Andrade. O título do livro surgiu de um trocadilho com o título do primeiro livro de Mário de Andrade, escrito durante a Primeira Guerra Mundial, “Há uma gota de sangue em cada poema”.
Parafraseando o poeta e com base em suas reflexões e práticas, o professor Mario Chagas sustenta que também há uma gota de sangue em cada museu. Segundo o autor, há uma veia poética que pulsa nos museus e na convicção que tanto nos museus quanto nos poemas há um sinal de sangue que conferem a eles uma dimensão demasiadamente humanas.

Para adquirir a obra acesse: http://goo.gl/M6ymtg

Veja também

Fausto dos Santos, autor da Argos, participa de Coloquio Binacional04/09/18 O I Coloquio Binacional de Filosofía y Educación “La idea de maestro en la tradución filosófico-educativa”  acontece nos dias 19, 20 e 21 de setembro e nas últimas semanas conversamos com o professor Fausto dos Santos para conhecer um pouco mais sobre o evento e o que podemos esperar do colóquio, que propõe debater temas importantes para filosofia......
Feira do Livro Chapecó09/10/18 Na primeira semana de outubro foi realizada a segunda edição da Feira do Livro Chapecó. A Argos e a Livraria Universitária da Unochapecó estiveram presentes com um estande, marcando presença nesse grande evento......
“O Gênero Gauchesco: um tratado sobre a pátria”21/12/17 Nesta obra, Josefina Ludmer entra em contato com outro universo verbal, sonoro, o gênero gauchesco, cuja substância é a relação entre vozes ouvidas e palavras escritas. A autora utilizou os tons de vozes e......

Voltar para Notícias