Postado em 17 de Fevereiro de 2016 às 16h24

Obra resgata Golpe de 1964

Notícias em destaque (318)

“O golpe civil-militar de 1964 no Sul do Brasil” tem o intuito de provocar uma reflexão acerca dos eventos que antecederam e catalisaram as conspirações e a deflagração do golpe, no ano que marca os 50 anos do Golpe Militar (1964). Para Alessandro Batisttela, organizador do livro, há um consenso de que o golpe não foi obra exclusiva dos militares, afirmativa que ele argumenta através de diversos historiadores e importantes pesquisas, cientistas sociais e políticos.

Segundo Batisttela, a conspiração e a articulação para a derrubada do governo Jango contou com a participação de vários governadores de estado, além do apoio de outros segmentos da sociedade civil. “O livro busca, entre outros aspectos, abordar os contextos em que viviam os três estados do Sul do Brasil (RS, SC e PR) e como os governadores dos estados sulinos participaram das conspirações e deflagração do golpe de Estado”, afirma.

A obra torna-se mais um dos produtos que contribuem ao atual debate vinculado ao “passado que não passa”, no qual a experiência de uma ditadura é, muitas vezes, relativizada, invisibilizada, negada ou esvaziada de conteúdo. O livro procura reunir trabalhos, artigos e conteúdos que explicam como foi o golpe na região Sul do País. O golpe derrubou o governo de João Goulart e o regime democrático no Brasil, instituindo um período ditatorial marcado pelo cerceamento das liberdades políticas e individuais, da censura, da repressão. Mesmo com apenas 50 anos após o fato – tempo relativamente curto para a História –, Alessandro comenta que um dos maiores desafios ao organizar o livro foi “aglutinar pesquisas que abordassem o golpe civil-militar de 1964 no Sul do Brasil”; em seguida, foi “encontrar uma editora que tivesse interesse neste projeto”.

Para adquirir acesse http://goo.gl/xRkqBx

Veja também

“Mulheres aprisionadas: as drogas e as dores da privação da liberdade”20/09/18 O livro “Mulheres aprisionadas: as drogas e as dores da privação da liberdade”, publicado pela Argos Editora da Unochapecó, pretende mostrar o desenvolvimento de um trabalho realizado durante o curso de mestrado da autora, Marli Canello Modesti, procurando demonstrar os fenômenos do encarceramento feminino e os reflexos desse aprisionamento na vida familiar e afetiva, tanto......
Livro aborda os desafios de ser professor17/02/16 O título “Ser professor” já foi lançado em Portugal, e a editora Argos trouxe a primeira publicação do livro no Brasil. A obra tem o sentido de discutir teoricamente e conceitualmente o que é ser......
É preciso redimir o Brasil pela leitura15/07/16 Por Luís Antonio Torelli (Publishnews, 13/07/2016).Acabam de ser divulgadas duas pesquisas essenciais para entendermos e atendermos melhor ao desafio de democratizar o livro no Brasil. A primeira é Produção e Vendas do Setor......

Voltar para Notícias