Postado em 12 de Julho de 2016 às 16h10

“Enigmas: egípcio, barroco e neobarroco na sociedade e na arte”

Notícias em destaque (318)

O filósofo italiano Mario Perniola discorre nas páginas de “Enigmas: egípcio, barroco e neobarroco na sociedade e na arte” sobre o problema do tempo presente. Perniola entrevê na arte e na civilização egípcia partindo do princípio de que foi típica da civilização egípcia a tendência em compreender numa única dimensão temporal o antigo e o novo, colocando-os um ao lado do outro e deixando aberta a contradição que disso deriva. Mario Perniola nos propõe que o passado no presente vive, ou melhor, sobrevive fisicamente nesse turbilhão de imagens no qual nossa sociedade se constitui.
Algumas obras mais conhecidas de Perniola são: “Repensando o ritual: sexualidade, morte e mundo” (2000), “Sex-appeal do inorgânico” (2005), “Contra-comunicação” (2006) e “Os situacionistas”.

Para adquirir acesse: http://goo.gl/deEZcu

Veja também

A socioeconomia catarinense26/10/16     “A socioeconomia catarinense” é um livro que discute aspectos importantes da situação econômica e social do estado de Santa Catarina no início do século XXI. O livro permite aos leitores uma visão atualizada sobre as principais tendências da socioeconomia estadual e sobre os desafios que Santa Catarina se depara neste sentido,......
Obra aborda surgimento das práticas literárias02/05/16 A obra compõe um amplo repertório de textos representativos da reflexão sobre as práticas literárias desenvolvidas no período que inicia em torno do século VIII a.C. até o XVIII. Muitos deles raros, e......

Voltar para Notícias